Editorial
3 meses atrás

A Amazônia é verde-amarela

Até quem nunca se interessou por notícias da Amazônia, cremos ser a maioria no Brasil, passou a querer saber o que está ocorrendo com a maior floresta tropical do mundo. Com cerca de 5 milhões de quilômetros quadrados, engana-se quem achava que ela era importante apenas por ser uma grande área verde dotada de abastada fauna e flora.

A Amazônia é verde-amarela
(Foto: Reprodução)

O que está ficando estampado na cara dos brasileiros é que por lá, muito além da vida e biodiversidade, algo muito interessante e de valor inestimável se esconde por aquelas terras, a ponto de outros países guerrearem e trocarem insultos para mostrar solidariedade absoluta em querer mantê-la viva, à custa de relações truncadas se fazerem notar estranhamente como ameaça de tomar para cuidados internacionais uma terra que não lhes pertence. O óbvio aponta o quão escusos são esses interesses.

O que esses líderes de poderosas Nações não contavam é que dessa vez enfrentariam um chefe de estado que, apesar das falácias nem sempre contundentes, se mostra defensor de um ambiente que pertence a nós brasileiros.

Bastou uma faísca para o mundo se voltar contra Jair Bolsonaro que tem sido a pedra no sapato de muita gente que não tem mais tanta teta para mamar. As queimadas e o desmatamento que sempre existiram, agora ganham uma repercussão vultuosa como se nunca tivessem existido. E aí que surgem os grandes chefes de nações com a solidariedade estampada no rosto apenas empenhados em ajudar a combater os grandes incêndios que, de fato, tomaram um rumo preocupante, mas não a ponto de se mostrarem tão solidários, sem nenhuma contrapartida.
Interesse, aliás, é o que não falta nessa história. A começar aqui com as ONGs que tiveram recursos contingenciados pelo governo fazendo parte dessa arquitetada forma de protesto, dando início a focos de incêndio para que as queimadas tomassem um rumo internacional.

Nessas e noutras, as redes sociais disseminam fotos de décadas atrás para acusar o presidente. Mais claro que isso, é a declaração do presidente francês que focaliza a possibilidade de os países se unirem e internacionalizar a Amazônia. É de se espantar o tamanho da generosidade para defesa de um local que tem, debaixo dessa mata, o nióbio, metal rico e importante, considerado a grande salvação do Brasil e do mundo. Contudo, apesar da riqueza descomunal da Amazônia verde-amarela, tantas outras nações mantém as tentativas incansáveis de tomar para si a administração desse tesouro.

Enquanto tantos tentam mascarar suas intenções, temos de aplaudir quem teve a coragem de mostrar que ninguém mais mete o bedelho aqui como foi por anos, quando líderes de fora vinham, davam seu dinheiro para quem queriam, faziam o que dava na telha e iam embora dando risada. É o que está sendo evitado hoje não apenas no episódio Amazônia, mas outras áreas antes dominadas por quem não é daqui.

Que o Brasil precisa de ajuda financeira e ela é sempre bem-vinda não se tem dúvida. O que não pode e não deve é aceitar são esses estrangeiros querendo tomar à força o que é nosso por direito.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?