Música
Nelson de Souza Lima » Música
2 meses atrás

14 Bis voando alto

Os mineiros do 14 Bis estão voando alto e para comemorar 40 anos de carreira lançam novo trabalho. A trajetória do grupo teve início em 1979 quando gravaram o álbum homônimo, com produção irretocável de Milton Nascimento e trazendo, logo de cara, as marcantes “Canção da América” e “Natural”. Desde então a banda arregimentou fãs misturando rock, psicodelia, progressivo e elementos brasileiros se tornando um dos maiores nomes da MPB.

14 Bis voando alto
(Foto: Reprodução)

Os mineiros têm muitas canções legais, além das já citadas, lembro “Planeta Sonho”, “Caçador de Mim” e “Bola de Meia, Bola de Gude”. Todas presentes em “14 Bis Acústico Ao Vivo”, disponível nas plataformas digitais da banda trazendo ainda “Doce Loucura”, “Mesmo de Brincadeira”, “Luz na Escuridão”, “O Sal da Terra”, “Vale do Pavão”, “Linda Juventude”, entre outras.

O disco, 15º do grupo, foi gravado, antes da chegada do novo coronavírus, no Teatro Coliseu de Santos, litoral paulista e prova o quanto Cláudio Venturini (violões/vocal), Sérgio Magrão (baixo/vocal), Vermelho (teclados/vocal) e Hely Rodrigues (bateria/percussão) estão em plena forma.

O trabalho foi finalizado durante a pandemia e, de acordo com Vermelho, a parada propiciou o tempo necessário para isso. “Tivemos anos bem intensos de shows e nunca conseguíamos parar para organizar um novo álbum. Aproveitamos a pausa da quarentena e finalmente conseguimos estruturar este novo projeto”, atesta.

Uma novidade é a inédita “Estrela do Dia (Mariana), gravada em estúdio, escrita por Sérgio Magrão e Cezar de Mercês, que inclusive participou do disco nos violões e voz. Um trabalho de alto nível que segue o padrão 14 Bis de qualidade. “O público pode esperar muitos sucessos do grupo com novas roupagens e arranjos. Esperamos em breve poder rodar pelo Brasil com a nova turnê e sentir o carinho dos fãs”, finaliza o tecladista Vermelho.

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?