Há uma perspectiva do ser humano muito, pitoresca seria palavra? Uma necessidade incontida em estabelecer datas para homenagear determinadas pessoas ou classes de pessoas, enquanto no cotidiano, talvez até mesmo ser perceber, sejamos contumazes em ignorar seus direitos e prerrogativas. Desde as coisas mais simples, como vagas em estacionamento, onde por exemplo idosos embora tolhidos em seu direito às vagas especiais, num cúmulo repugnante de indiferença, ainda possuem alguma potencialidade econômica e autonomia de vida, tanto que conduzem veículos automotores e conseguem caminhar longas distâncias, porque provavelmente algum decrépito, quando não o veículo do próprio poder público, ocupa as vagas mais próximas demonstrando que talvez seja somente o tempo, mesmo, o grande instrutor dos canalhas, porque somente quando se virem em tal condição, percebam seu estado de ignorância, se é que se recordem de sua conduta no passado, nem tão distante.

O fato é que em 1º de Outubro se comemora o Dia Nacional do Idoso, esse grande professor de experiência que todos nós temos oportunidade, de uma forma ou de outra, de auxiliarmos e sermos por eles auxiliados. E mais, rendermos a eles nossa gratidão existencial, uma vez que existimos nesse mundo em razão de sua existência. Ainda alguns, que pior mera distração, mas ainda assim, em razão da existência deles. Acidentes acontecem… Vovôs, vovós, titios, titias, papais e mamães…muito obrigado por tudo, pela experiência, por estarmos aqui, por vocês. Hoje e sempre.