Transitar pela calçada ou parte da via que dá acesso ao mercado ficou difícil e repugnante (Regional News)

Transitar pela calçada ou parte da via que dá acesso ao mercado ficou difícil e repugnante (Regional News)

Transitar pela calçada ou parte da via que dá acesso ao mercado ficou difícil e repugnante (Regional News)

Transitar pela calçada ou parte da via que dá acesso ao mercado ficou difícil e repugnante (Regional News)

Um vazamento de esgoto que por mais de 14 dias atingiu a Rua Ermênio de Oliveira Penteado, em Laranjeiras, Caieiras, tornou-se alvo de reclamação dos cidadãos.

A água fétida saía de uma caixa que fica no estacionamento do Supermercado Dia e foi danificada por um caminhão de entrega do estabelecimento.

Fabiano Oliveira da Silva, que mora nas proximidades, foi quem acionou o jornal Regional News após se frustrar em várias tentativas de solucionar o problema com o supermercado e a prefeitura. “Foi o caminhão que descarrega produtos no Dia que estourou a caixa de esgoto. Como passaram a achar que os moradores da rua acima eram os culpados, tratei de procurar o mercado para resolver a questão. Afinal, não dá para ficar com esgoto escorrendo na porta de casa e do próprio comércio e ninguém tomar uma providência rápida”, declarou.

Vizinha do estabelecimento, Maria de Lourdes da Silva Oliveira, também foi outra cidadã que buscou providências. “O mau cheiro era o que mais incomodava. Sem contar a falta de higiene que atingia o próprio supermercado. As meninas do Dia até foram atenciosas, mas não dependia delas a solução. O fato é que demoram muito a resolver e sofremos com esse problema”, disse.

O supermercado Dia foi procurado e por meio da assessoria de imprensa informou que na sexta-feira, 20, realizou uma inspeção e confirmou que o caminhão de entrega durante a manobra danificou o encanamento. Ainda de acordo com o estabelecimento, o reparo foi realizado no sábado 21, resolvendo a situação.

A prefeitura de Caieiras esclareceu que o Departamento de Fiscalização realizou uma vistoria no local, notificando o estabelecimento para tomar as providências necessárias, que já foram executadas.