MemoriaA ONU, Organização das Nações Unidas, entrou oficialmente em existência em 24 de outubro de 1945 para substituir a Liga das Nações, dissolvida após fracassar em seus objetivos quando da I Guerra Mundial, com o objetivo de deter combates entre países e para fornecer uma plataforma para o diálogo. É a maior organização internacional, cujo objetivo principal é criar e colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos, progresso social e a realização da paz mundial.

Quando foi fundada, na cidade de São Francisco, Califórnia, EUA, logo após a Segunda Guerra Mundial, a ONU contava com a participação de 51 nações. Ainda no clima do pós-guerra, a instituição procurou desenvolver mecanismos multilaterais para evitar um novo conflito armado mundial. Atualmente, conta com 192 países membros, sendo que cinco deles, Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido e França, fazem parte do Conselho de Segurança. Este pequeno grupo tem o poder de veto sobre qualquer resolução da organização.

A sede principal da ONU fica na cidade de Nova Iorque e seus representantes definem, por meio de reuniões constantes, leis e projetos sobre temas políticos, administrativos e diplomáticos internacionais. Atualmente a ONU é presidida pelo secretário geral sul-coreano Ban-Ki-Moon. As línguas oficiais são inglês, francês, russo, mandarim, espanhol e árabe. A organização é mantida por meio de contribuições financeiras feitas pelos países membros.

Ao longo da história, a ONU colecionou ainda uma série de reveses na mediação de desentendimentos entre países, mas, por outro lado, exerceu relevante papel por meio da Unicef, garantindo uma melhora de vida para parte das crianças que vivem em situação de miséria. E, embora não tenha atingido seus objetivos em alguns casos, apresenta fundamental importância na tentativa de amenizar as desigualdades sociais no mundo.