Meio Ambiente (3)

Na semana em que se celebra do Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, o Estado de São Paulo ganha importante destaque no que diz respeito a preservação da Mata Atlântica. Em meios aos números negativos publicados no mês de maio na nova edição do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, o Estado apresentou nível de desmatamento praticamente zero, tendo suprimido 45 hectares no período de 2014-2015.

A SMA, Secretaria do Meio Ambiente, conta, desde 2012, com uma Coordenadoria de Fiscalização Ambiental que promoveu maior agilidade na comunicação com a Polícia Militar Ambiental e possibilitou o aperfeiçoamento do planejamento das ações de fiscalização. Esse trabalho tem por objetivo zerar o desmatamento da Mata Atlântica até 2018.

O atlas foi divulgado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, em comemoração ao Dia Nacional da Mata Atlântica.

DataGEO reúne dados para pesquisa

A Secretaria do Meio Ambiente disponibiliza dados sobre unidades de conservação de todo o Estado. As informações estão disponíveis no portal DataGEO, criado para atender uma demanda de pesquisadores, estudantes e outros profissionais da área.

Uma das vantagens da página é que ela reúne uma ampla quantidade e variedade de bases de dados geoespaciais, temáticos, imageamento, socioeconômicos, corporativos e legal ambiental do Estado, oferecendo insumos e matéria-prima para a geração de informações e análises territoriais correlacionadas com questões ambientais.

Os dados estão separados em Proteção Integral, Uso Sustentável e Uso Sustentável de Reserva Particular do Patrimônio Natural, RPPN. As unidades de proteção integral são as áreas com pouca ou nenhuma atividade humana, admitindo apenas o uso indireto de seus recursos naturais. As de uso sustentável, incluindo as RPPN, têm a finalidade de promover a harmonia entre conservação da natureza e utilização dos recursos em benefício das comunidades locais.