Elenco do musical “Rio Mais Brasil” (Divulgação)

Elenco do musical “Rio Mais Brasil” (Divulgação)

Estreia nesta sexta-feira, 3, no Teatro Frei Caneca, na região central de São Paulo, o musical “Rio Mais Brasil” montagem inspirada no livro “O Povo Brasileiro”, do antropólogo Darcy Ribeiro. A produção caprichada é estrelada por Cris Viana, Leonardo Vieira, Danilo de Moura, Danilo Mesquita e mais 16 atores multi-instrumentistas.

Após a primeira temporada, que aconteceu no Rio de Janeiro em julho, o espetáculo percorreu mais seis cidades, entre elas, Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre e Campinas. Idealizado por Gustavo Nunes, da produtora Turbilhão de Ideias Entretenimento, “Rio Mais Brasil” tem o povo brasileiro como protagonista, imerso numa pluralidade e sincretismo complexos, livre de estereótipos. “O resultado é uma montagem com um olhar focado na nossa musicalidade, revelando também as origens e a formação de nossa identidade” diz Nunes. De acordo com ele, um olhar reflexivo norteou todo o processo que se iniciou em 2014. “Queremos por meio da arte, repensar o Brasil”, acrescenta. O diretor Ulysses Cruz completa dizendo que trata das questões atuais de maneira crítica, sob a perspectiva da esperança. “A cultura brasileira mexe com o espectador porque o ajuda a compreender seu valor.

Fazemos uma espécie de chamamento para quem assiste se envolver com a arte”, atesta. A direção musical é assinada por Carlos Bauzys e Daniel Rocha que pesquisaram mais de uma centena de canções até fechar o repertório com clássicos como “Aquarela do Brasil” (Ary Barroso), “Caçador de Mim” (Sérgio Magrão e Luiz Carlos Sá) e “Tocando em Frente” (Almir Sater e Renato Teixeira). “Foi desafiador chegar a este repertório. Cada estado tem ritmos muito próprios e na música popular brasileira a miscigenação é uma característica muito presente, mesmo que não seja intencional, ela acontece”. Neste Brasil que mistura rock com maracatu, forró com hardcore e samba com soul music a reinvenção é constante. O espetáculo se faz valer desses encontros misturando a tradicional chula gaúcha com o pop oitentista de Kleiton e Kledir no hit Deu Pra Ti”, fala Carlos Bauzys.

O diretor musical apresenta que “um dos exemplos da busca constante pela originalidade é “Aquarela do Brasil”, que ressurge completamente renovada, não só pelo arranjo inédito, mas pelo rap que escrevi”. “Na hora que a música fala, Terra de Nosso Senhor, ali já entra o rap que diz, entre outras coisas, Terra de Nosso Senhor, de Oxalá, de Iemanjá, de Jesus. Exaltamos o sincretismo no Brasil, que é algo tão lindo no nosso país, essa pátria de todos”, revela.

Leonardo Vieira, que interpreta o produtor Martin, ingressou no espetáculo após a temporada carioca no lugar de Cláudio Lins, diz ter quase infartado ao receber o convite para substituir o filho de Ivan Lins. “Não sou um ator/cantor e a princípio não aceitei em virtude de outro compromisso. Mas ao assistir o espetáculo eu fui arrebatado. Me encheu os olhos: o tema abordado, aqueles talentos todos multi-instrumentistas e falar sobre cultura neste momento pelo qual passamos. A cultura e a arte sendo desvalorizados neste país que é tão rico culturalmente. Me senti na obrigação e necessidade de fazer o espetáculo. Tive o apoio de toda a equipe. Minha estreia foi em Belo Horizonte”, diz. Segundo Vieira em todas as cidades por qual passou a montagem teve recepção fantástica. “O público nos recebe de braços abertos. Aplausos entusiasmados. Mais que o normal. É o reflexo do que o brasileiro tá precisando. Desse carinho na nossa auto-estima. A plateia acaba se identificando com o espetáculo que enaltece nossa cultura e sobretudo nossa música”, conclui.

“Rio Mais Brasil” fica em cartaz no Teatro Frei Caneca até 26 de novembro.

Serviço
Rio Mais Brasil – O nosso Musical
Estreia: 3 de novembro – 21 horas
Até 26 de novembro – Sextas e sábados – 21 horas – Domingos – 19 horas
Teatro Frei Caneca- Shopping Frei Caneca
Ingressos: De R$ 50,00 a R$ 100,00
Classificação: 12 anos
Duração: 105 minutos
www.ingressorapido.com.br